sábado, 29 de outubro de 2011

LIVRANDO-SE DO TORCICOLO CRÔNICO

Noites mal dormidas e intestinos cheios podem desencadear um torcicolo do lado esquerdo. Torcicolo do lado direito é fígado inchado.


Os músculos do pescoço são em sua grande parte responsáveis pela respiração. Mas não de uma respiração completa. Eles entram em ação numa respiração de emergência. O uso desta musculatura denota uma respiração curta e cheia de bloqueios do diafragmática na região do abdome.


O peixe morre pela boca! diz o dito popular. E isso é uma verdade. A má mastigação e a ingestão de alimentos perto da hora de dormir traz desequilíbrio ao sistema nervoso que se desgasta para digerir um alimento em estado de metabolismo basal. 


Neste caso é mais prudente um jejum temporário com ingestão de sucos e água. Saber alimentar-se e ouvir o pedido do corpo pelo sono e realizá-lo regula novamente o sistema e põe os intestinos para funcionar.


O fígado também se reequilibra no sono com o sistema sem sobrecarga alimentar. Retirar frituras, gorduras e sobretudo carnes e embutidos.



Os exercícios posturais revertem o torcicolo crônico e devolvem a liberdade de movimento.
Uma asana bastante conhecido para isso é o  Kakásana.


Executar durante a dor do torcicolo com bastante delicadeza sem retirar os pés do chão e de preferencia em jejum.


Para um praticante experiente não há torcicolo que supere o fortalecimento do trapézio principal causador do torcicolo.


E lembre-se: Consulte antes um fisioterapeuta postural. E boa prática!

A CURA DE CERTAS DORES PELA INGESTÃO DE ÁGUA

Nos dias muito quentes e seguidos um do outro como foi esta semana faz-se necessária a ingestão de uma certa quantidade não habitual de água. Muitas dores são causadas por gases parados ou alimentos mal mastigados.
A qualidade e eficiência da mastigação e a ingestão de água fora dos horários das refeições são formas de manter a saúde e eliminar dores indesejáveis nas costas.

Depois daquele cafezinho após o almoço de sábado, por exemplo, uns optam por caminhada outros por boas duas horinhas de sono. Após este período a ingestão de água além de hidratar o corpo, que já é de grandíssima importância para a saúde, restaura os processos naturais de cura do corpo.


A sugestão é ingerir água em jejum nos três períodos do dia: antes do café, antes do almoço e no meio da tarde.
A quantidade ingerira irá dizer quanto tempo depois é a hora de se alimentar, certo? Não fique tão preso ao relógio. A regra é o primeiro aviso de fome não é fome. É sede! O segundo aviso que será perto das 13h o corpo estará hidratado e pronto para secretar substâncias digestivas em abundancia e equilíbrio.
Este é um custume de esportistas e atletas de triatlo bem como praticantes de hatha yoga.

No hatha yoga há algumas diferenças haja vista suas diversas práticas de desintoxicação e fortalecimento psicofísico. O efeito e a ação terapêutica de cura da ingestão em jejum da água ocorre porque a água divide os gases parados nos intestinos em pequenas bolinhas que percorrem os intestinos para finalmente se tornar o pum!
Peidar é preciso! E ingerir água também. Os especialistas recomendam 2L de água por dia. Alguns chegam atá 3L. Eu mantenho 600ml por dia ou no máximo 1,5L. Mensuro por aqueles copos de 300ml. (de chopp!)

Chego a tomar 5  copos no dia-a-dia atribulado. Por isso vou ao banheiro duas fezes de manhã e duas no decorrer do dia. Este procedimento acaba com as dores nas costas decorrentes de pinçadas. Experimente isso quando uma dor dessas aparecer quando levantar da cama. Ingestão de água em jejum e banheiro antes de pensar em café da manhã, ok?!

 Nosso próximo assunto leia sobre:  Livrando-se do Torcicolo Crônico.
E lembre-se: Consulte antes um fisioterapeuta postural.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

QUANDO OS PROBLEMAS SE MULTIPLICAM

Quando os problemas se multiplicam é hora de aceitar. A palavra da vez é aceitação. Quando algo não vai como o esperado e tudo parece estar indo por água abaixo, pare! Respire e aceite o inevitável! Estas são palavras de sabedoria dos antigos yogues das montanhas do Himalaia.


No livro A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen a palavra KOAN mostra que a aceitação vem por outra via diferente da razão. A intuição é o canal de iluminação e para isso a aceitação é o fundamento. A brincadeira do Koan testa a mente com frases duais como por exemplo" Se bater palmas sai um som, e qual é o som de uma palma?". "É preciso esvaziar a xícara antes de querer aprender mais." " Quando o arco é envergado o universo se curva. E não um simples arco que lança a flecha. É algo que lança a flecha no alvo" e assim vai.


Quando os problemas se multiplicam a tomada de decisão fica cada vez mais acirrada. Daí o melhor é aceitar. Erguer os pensamentos racionais para o que é descrito na filosofia yogue como a não-mente torna toda dificuldade muito menor e, ao mesmo tempo devolve a dose precisa de coragem para a superação dos limites calcados no medo.


Como diriam os praticante de yoga: Ishvara Pranidhana, o ato da entrega está na aceitação do movimento da vida e de suas várias forças.


A não aceitação dos estados recalcitrantes da mente acaba gerando dores e disfunções no organismo capazes de paralisar movimentos e torná-los patológicos.
Falarei mais sobre isso no próximo texto: A Cura de Certas Dores pela Ingestão de Água.

domingo, 16 de outubro de 2011

MOBILIZAR PESSOAS X MOBILIZAR A SI MESMO

O pouco que ouvi falar sobre estratégia interna de empresas me conquistou a atenção a partir de troca de experiências com alguns de meus pacientes. 


"O que motiva você não motiva, necessariamente os outros." 


"O comprometimento acontece de maneira mais eficaz quando as pessoas criam a história ou mitos sobre mudança."


Frases como estas me moveram para este universo tão carente de compreensão sobre outros processos não obstantes a do autoconhecimento.
Porque mobilizar pessoas depende disso.


A procura por agentes mobilizadores de uma mudança tanto dentro de uma empresa como também dentro de si mesmo está no processo conhecido como liderança.


Dentro da empresa quem faz a diferença na condição dos processos de mudança são aqueles de nível hierárquico inferior. E isto é um fato.
Por outro lado, quando este conhecimento prático empresarial é transferido para os níveis inferiores de si mesmo se descobre os fundamentos éticos do estar vivo: o Ser, o Sentir e o Agir. Ou seja, Pensar, Expressar e Movimentar. E aqui nasce a maior de todas as motivações.


Numa empresa descer o nível hierárquico significa aumentar as chances de comprometimento dos processos estratégicos.
No conhecer a si mesmo, descer ao nível mais baixo significa aceitar os próprios limites e agir de forma equilibrada.


Um pensamento empresarial diz que o dinheiro é a forma mais custosa de motivar as pessoas. Pequenas e inesperadas recompensas podem exercer um impacto muito mais positivo na motivação das pessoas. E isto é capaz de gerar comprometimento.

Para o autoconhecimento as recompensas para o si mesmo são aceitar a paz de espírito, aceitar a mudança dos tempos, aceitar a velocidade desta mudança, positivar os acontecimentos futuros, acreditar no que vem adiante é fruto do que se plantou, e acima de tudo respeitar o ritmo interno e externo da vida que transita do aprendizado à auto realização.


Entender como as pessoas podem ser mobilizadas para uma mudança não envolve pesquisa de mercado para se ter conhecimento do que as pessoas pensam, por exemplo, sobre liberdade. Mas sim ser livre. Liberdade é um estado natural que confia, compreende e direciona o Ser pelos belos caminhos da vida. E liberdade é autoconhecimento.


Qual é o senso prático disso? Não venho aqui convencer a ninguém. Que tal o compartilhar?
Boa Semana para Todos.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

LIBERDADE

Minha liberdade termina onde a do outro começa .
Esta é uma das inúmeras frases chavão sobre liberdade que correspondem uma fração do que realmente ela pode vir a significar.


No entanto aplicando a ideia da frase para o ramo da medicina chamado fisioterapia, a liberdade do profissional ao exercer esta profissão o coloca rodeado por todas as outras especialidades. 


Um fisioterapeuta habilidoso na arte da anamnese é capaz de detectar diagnósticos ocultos além de programar prognósticos.


Esta capacidade é real porque a fisioterapia é a ciência médica mais primordial praticada por Hipócrates.
Hipócrates utilizava os recurso naturais, que são o fundamento da existência de vida na Terra, como fonte de cura. O fogo, calor, cauterização, fervura de medicamentos (tinturas) e outras infinidades de utilizações incluindo processos de visualizações de cura do cérebro;  a água como fonte também de calor nas conhecidas águas termais, talassoterapia. 


O sal da água como tônico de substâncias para o sangue, que nutrem o corpo pela difusão na pele de nutrientes. A utilização deste nutrientes  em poções e antídotos homegêneos e homeostásicos.
Os banhos e imersões, as bebidas como medicamentos diários utilizadas também com metais e sais minerais.


O elemento terra como catalizador e conservador de substâncias extraídas das folhas das plantas, das pedras e dos lodos. A argila e os cataplasmas realizados em feridas produziam efeitos bactericidas e vivificantes.
A eletricidade  veio mais tarde trazer outras utilizações naturais de fortalecimento e analgesia dos músculos e aos nervos. O toque terapêutico se desenvolve a partir do conhecimento dessa utilização dos eletro estimuladores dos nervos e fusos musculares.


Ao longo dos tempos esta visão muito mais que holística se tornaria holosférica.


A fisioterapia é uma ciência cujos profissionais tornam-se doutores das artes da alquimia. A Alquimia Postural, o que denota uma forma fundamental de enxergar a vida no corpo humano. A vida gerando saúde.


Esta liberdade entretanto, do poder manipular forças da natureza humana e elemental, tanto elétrica quanto dos elementos fundamentais da natureza, é uma liberdade de muita responsabilidade. Eu diria que quanto maior a liberdade maior a responsabilidade. E, como já é sabido, quanto maior a responsabilidade, maior o poder. Simples assim.


E não se esqueça! Diante quaisquer situação de dúvida ou medo diante da dor: Consulte antes um fisioterapeuta postural!
Postscript (medo diante da dor? Liberdade? Opa, isso dá um tema novo: O prazer gera dor? Ou melhor: Liberdade é uma forma de Ilusão?)

POSSO LEVANTAR DA PRIVADA?

Você já sentiu a coluna doer ao se levantar da privada?!
Pois é, este é mais um sintoma ligado as quase que infinitas causas da lombalgia como hérnia de disco, pinçamento de nervos, fraqueza muscular, constipação dos intestinos, gases intestinais.


Isso acontece porque os intestinos se encheram demais, por comer em demasia na noite passada.
Normalmente esta dor acontece no período da manhã antes ou depois do café da manhã. Ou ainda em qualquer horário do dia após acordar. Tudo isso somado a uma boa dose de estresse de trabalho diário, falta de ingestão de água, discussões, intestinos contipados. Ufa! Ô loco!


A prevenção desta dor está no modo de se alimentar e mastigar, na combinação horário da janta e sono, e no vencer aos poucos o sedentarismo.


Curar a dor e evitar uma cirurgia de coluna está em manter uma prática diária de exercícios posturais priorizando torções que alonguem glúteos e fortaleçam coxas, coluna e abdome. 


O importante é saber que existe a cura e que depende de algum empenho diário. Dê preferencia as orientações assistidas de um fisioterapeuta postural. 

SENSIBILIDADE FRAGMENTADA

O organismo diante a primeira cirurgia estética cria mecanismos de defesa que irão produzir mais gordura do que antes, levando muitas mulheres a uma sequência de cirurgias de abdome. Os exercícios posturais associados a relaxamentos e toques terapêuticos são antídotos contra este processo pouco desejável da formação de gordura, sendo uma opção para quem prefere se cuidar melhor.

A opção por cirurgia estética do abdome tem feito parte da vida das mulheres de todas as idades. Se por um lado satisfaz a aparência, pelo menos nos dois primeiros anos, por outro têm aniquilado a tranquilidade das noites de sono com pesadelos e sensação dos cortes cirúrgicos.


Pacientes relatam em consulta uma sensação fragmentada da postura junto a uma sensação de abdome aberto. Choros contidos e aumento na pertubação mental  são acolhidos durante uma consulta fisioterapeutica uma vez que estes relatos são elementos reais do efeito dos toques sutis.
O pós cirúrgico é sofrivel, e na intimidade da noite, sem auxílio fisioterapêutico, sente as dores que perturbam o sono por mais de oito meses após a cirurgia.


As sessões de fisioterapia de reequilíbrio postural, a  FRP pós cirúrgica serve para equilibrar estes incômodos e devolver a motilidade do tecido da pele, dos intestinos e da respiração, haja vista a dor também promove micro paralisias de proteção à dor

A prevenção contra estes ciclos cirúrgicos pode levar não só a uma mudança estética mais eficaz como também mostrar para a pessoa com disfunção um novo olhar para consigo próprio.
E lembre-se, diante as transformações do seu corpo ao longo dos anos: Consulte antes um fisioterapeuta postural.