quarta-feira, 5 de março de 2014

TUDO INDICA QUE SIM.


Hoje, a crise que vivemos tem origem no final do século XIX. Em 1868, cientistas descobriram a  força eletromagnética  que irá em 1890 girar o primeiro motor Ford. Silencioso e mais rápido que o motor à combustão. A indústria automobilística, que acabava de ser inventada, se rende a pior das tecnologias, pela simples necessidade de sobreviver às ameaças e pressões dos caras, fazendo uso deste recurso tão custoso, o petróleo.

Enfim, como ia dizendo, hoje vivemos uma crise que se arrasta a séculos porque antes também houveram escolhas mal feitas e histórias mal contadas. A história dos Gregos, por exemplo, é uma história meio que mal contada. Aliás toda a história da antiguidade. E não é por falta de material não! Paleontólogos e arqueólogos, bem como outros ciêntistas de outras áreas colheram dados significativos em relação a história real da humanidade.

Mas hoje temos uma saída. Voltar a escolher direito. A crise é de energia, não tenho dúvida. Esta é a maior crise. Daí lideram as inseguranças e um desdobramento nocivo, tanto à saúde social quanto à própria, corrupção, acúmulo de bens, escassez, perversidade. 

O bom é que podemos mudar para uma nova e limpa tecnologia. Já foi inventada. Os estudos foram destruídos, mas quando se faz ciência, o que é da natureza da ciência, o material volta à existir.

Se você entende o que estou falando, existem cientistas paulistas e cientistas norte americanos que podem validar ainda mais meus dizeres. Porque isso tudo não sou eu quem está falando. É a história real da humanidade. Já possuímos o conhecimento de coisas subestimadas nos dias de hoje.


Quem assassinou o carro elétrico, Resonance Project,  Arqueologia e Homero no youtube, David Ike.

Desculpe-me por não usar o hyperlink.


Nenhum comentário:

Postar um comentário