segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

EXOESQUELETO MADE ALL OVER THE WORLD


Professor Miguel Nicolelis proferiu ontem à noite uma palestra sobre o tema Interface Cérebro Máquina no Instituto Sedes Sapientie em perdizes, São Paulo. Discursou também sobre Tecnologia e ciencia no Brasil e conta a história de triunfo de uma escola inovadora que transformou a vida dos habitantes da cidadezinha de Macaíba no RN.  Os alunos a concideram "meu parque de diversões!" . O projeto Made in Macaíba desenvolve estudos valiosos como Walk Again para o tratamento de pessoas que perderam o movimento decorrente de lesão completa da medula espinhal média, torácica.

Os resultados... Ah! Um sonho de qualquer estudante de faculdade de fisioterapia em neurologia. Ao longo de 22 meses pacientes viveram diaria e semanalmente treinos da estrutura neuromuscular. Com auxílio do exoesqueleto, algumas partes do corpo situadas abaixo da lesão aonde não há movimento se tornaram ativas a certos comandos cerebrais. Em repouso, estes pacientes treinados no exoesqueleto passaram a ter movimentos e ainda que de modo desconhecido  o quadro clínico de paraplegia total passou a ser parcial. Uma das evidências está no uso prolongado do equipamento chamado de interface cérebro-máquina. Depois dos treinos os pacientes/atletas retomaram certo controle dos movimentos abaixo da linha de lesão.


No meio da palestra, Nicolelis teve de lidar com ativistas que defendiam o fim dos experimentos com animais. De certo modo, a ciência pode parecer cruel com os animais e ainda passar por Doctor Frankenstein. 


Enfim os ânimos se alcamaram, pessoas foram retiradas e gritaram por mais meia hora do lado de fora da Rua Ministro Godoi. Os concentrados se voltaram firmente ampalavra do cientista que trouxe uma atitude revolucionária em diversas áreas do conhecimento. 

Nicolelis além de carismático transmitiu ao publico a noção da firmeza pessoal de não abrir mão da felicidade. E de saber que o limite está dentro de cada um de nós. A sorte é de quem supera seu próprios limites.


O professor Nicolelis lembrou de grande cientistas e inventores natos como o brasileiro herdeiro do maior império de café do mundo, Alberto Santos Dumond que realizou o dirigível. Em homenagem a ele o exoesqueleto leva seu nome. A família de Dumond deu como agradecimento um lenço do próprio Santos Dumond para Juliano Pinto, 29 anos que levou o lenço no bolso esquerdo da lapela durante o chute de abertura da copa de 2014. Esquecemos o 7x1, porque essa foi de 10x0! Tks Nicolelis!!!

Foram 156 cientistas do mundo inteiro unindo esforços e "passando bastão" de fuso horário, continuando o trabalho de movimentar uma máquina pelos impulsos do comando cerebral humano num prazo de 18 meses! Congratulation virtuous men!


Nenhum comentário:

Postar um comentário