terça-feira, 22 de março de 2011

DORES QUE SOMEM SOZINHAS E POSIÇÕES ANTÁLGICAS

O corpo gera junto ao cérebro reações antálgicas diante à dor. Ele se adapta à dor a partir da ajuda de outras estruturas saudáveis, periféricas a ela. 


Em outras palavras, o desaparecimento da dor sem nenhum tratamento específico é mascarado por uma posição antálgica, ou seja uma posição que irá consumir de modo diferente do habitual a energia vital do corpo, transformando a porção saudável em debilitada ao longo do tempo.


Isso significa menos saúde e maiores disfunções ao longo de uma vida. Por isso ignorar uma dor ou simplesmente esperá-la passar sem fazer algo em prol da saúde, ou ainda ingerir analgésicos e antiinflamatórios por conta própria só faz enrijecer o corpo e cristalizar o movimento das emoções decorrentes do nível de dor sentida.


Outros problemas podem vir a surgir como a má postura e, conseqüentemente, má disposição dos órgãos, o que significa perda de função. Ou seja, também abrindo o organismo para invasores como vírus, fungos e bactérias. 


A fisioterapia postural direciona a água do corpo para seu reequilíbrio natural.
Exercícios posturais, terapêuticas manuais e alongamentos específicos  farão por remover estas camadas de proteção da dor dando maior equilíbrio homeostásico ao corpo. Um jogo entre movimento e pausa, tensão e relaxamento, expansão e contração, controle e sensibilidade.


Deste modo o fisioterapeuta se torna um facilitador do reequilíbrio natural do corpo e das funções orgânicas que o indivíduo depende no dia-a-dia. 


Por exemplo o ato de ficar em pé, de sentir-se bem em pé, de sentar-se, ou ainda de achar posições relaxantes para dormir são alguns dos efeitos de conforto e bem estar proporcionados pela fisioterapêutica.


Portanto, criando aqui um slogan de última hora antes de tomar uma decisão precipitada em relação às dores: consulte antes um fisioterapeuta postural.

Um comentário: