sábado, 16 de outubro de 2010

A VIDA É CURTA. APROVEITE!

Aproveitar a vida de forma leviana e desordenada se torna cada vez mais comum e aceitável entre as pessoas. Por outro lado, enxergar a vida como uma oportunidade de amadurecimento e auto conhecimento é um caminho estreito, que poucos escolhem em trilhar. E os poucos que escolhem dificilmente conseguem assumir o ato de reconhecer a si mesmo no outro. Um desafio ainda maior.

Em todas as filosofias orientais, oriundas do Tantra e do Yoga, há uma decodificação desse comportamento humano em práticas individuais de amadurecimento da consciência.
Esta consciência madura enxerga outros níveis intelectuais e espirituais, incompreensíveis ao não praticante.

Este é o caminho da meditação: alcançar limites de compreensão cada vez mais elevados sobre a vida no universo humano, estelar e cósmico.

Nada a ver com religião. Mais a ver com ceticismo e estudo da meditação, do que somente devoção. Pois o meditador sabe da importância da devoção silenciosa, e entrega seu medo ao silêncio de sua própria alma. E assim segue em frente, porque confia em si mesmo.
A partir daí, ele ingressa num processo de ascensão da consciência com forma espiralada, vertical e de diâmetro cada vez mais largo a cada processo de ascensão.


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário